A diocese

Posse de D. Magnus 12.10.2010 750

Igreja Particular de Salgueiro a espera de seu Pastor

 

A Diocese de Salgueiro (Dioecesis Salgueirus) é uma circunscrição eclesiástica da Igreja Católica no Brasil, pertencente à Província Eclesiástica de Olinda e Recife e ao Conselho Episcopal Regional Nordeste II da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, sendo Sufragânea da Arquidiocese de Olinda e Recife.

A Sé Episcopal provisória está localizada na Catedral de Santo Antônio, na cidade de Salgueiro, em Pernambuco. É uma das mais novas dioceses do Brasil, criada no dia 16 de junho de 2010, pelo papa Bento XVI, a partir do desmembramento das Dioceses de Petrolina e Floresta.

 

 

 

Histórico

23

Pe. Izidório com a Bula de Criação da Diocese

Em 10 de agosto de 2009, o Núncio Apostólico no Brasil, Dom Lorenzo Baldisseri, anunciou a necessidade de se criar uma nova diocese na região de Salgueiro, devido à grande extensão da diocese de Petrolina, o que dificultava a comunicação. Em fevereiro de 2010, a Nunciatura Apostólica comunica a conclusão do processo de criação da nova diocese, e o anúncio do nome do bispo, para breve. Na noite do dia 15 de junho do mesmo ano, Dom Paulo Cardoso da Silva,O.Carm., Bispo de Petrolina e principal articulador da criação da nova diocese, convida o Clero, os  bispos da região e todos os fiéis diocesanos para uma celebração eucarística às 06h da manhã do dia seguinte, na qual foi anunciada a criação da Diocese de Salgueiro. Em clima de louvor e muita expectativa, às sete horas da manhã, Dom Paulo Cardoso, anunciou que Frei Magnus Henrique Lopes, OFMCap., frade da Ordem Capuchinha e membro da Província Nossa Senhora da Penha do Nordeste do Brasil – PRONEB, havia sido nomeado Bispo pelo Papa Bento XVI, que o escolheu para primeiro bispo da nova diocese.

A notícia foi recebida com muita animação pelo povo de Salgueiro e do Regional Nordeste II (Alagoas, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte) da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil. Aos 17 de setembro de 2010, na igreja Catedral de Nossa Senhora da Apresentação, em Natal, Rio Grande do Norte, Dom Magnus Henrique Lopes,OFMCap., foi ordenado bispo pela imposição das mãos e oração consecratória de Dom Luís Gonzaga Silva Pepeu,OFMCap., Arcebispo de Vitória da Conquista, Bahia. No dia 12 de outubro de 2010, na Solene Concelebração Eucarística de instalação canônica da nova diocese, presidida pelo Núncio Apostólico no Brasil, Dom Lorenzo Baldisseri, Dom Magnus Henrique Lopes,OFMCap., foi empossado como seu primeiro Bispo, diante de vinte e oito bispos de diferentes regiões do país, cerca de sessenta sacerdotes – entre religiosos e diocesanos, autoridades civis, diáconos, religiosas, seminaristas e milhares de fiéis, no Estádio Municipal Cornélio de Barros, em Salgueiro, onde se estima houvesse aproximadamente 15 mil pessoas. Dom Magnus chegou ao aeroporto de Salgueiro às 16h, na companhia do Arcebispo de Olinda e Recife, Dom Antonio Fernando Saburido, do governador do Estado de Pernambuco, Eduardo Henrique Accioly Campos, e de Mons. José Albérico Bezerra de Almeida, Vigário Geral da Arquidiocese de Olinda e Recife. Marcones Libório de Sá, prefeito municipal de Salgueiro , Dom Lorenzo Baldisseri, Núncio Apostólico no Brasil e Dom Paulo Cardoso da Silva,O.Carm., bispo de Petrolina, jornalistas das principais emissoras de TV e de Rádios da região,  os receberam. O Bispo, o Núncio Apostólico e Dom Paulo, seguiram em carro aberto num cortejo que percorreu as principais ruas da cidade, tomadas pela população que os saudava com faixas, bandeirolas, flores, festiva e calorosamente ao longo de todo o trajeto até a Catedral de Santo Antônio, onde houve o juramento do bispo, após o que, todos se dirigiram ao Estádio Municipal para a Celebração.

Ao ser criada, a Diocese contava com uma população de 439.418 habitantes, dos quais 351.534 eram católicos. Seu território, desmembrado das Dioceses de Petrolina e Floresta, tem uma área de 17.931,65 km² e era composta por 17 paróquias, distribuídas em 15 municípios do sertão de Pernambuco: Salgueiro, Araripina, Bodocó, Cabrobó, Cedro, Exu, Ipubi, Moreilândia, Ouricuri, Parnamirim, Granito, Serrita, Terra Nova, Trindade e Verdejante.

Atualmente, temos 21 paróquias e 5 áreas pastorais, distribuídas entre as foranias vicariais São Marcos, São Lucas e São Mateus; 32 padres no clero diocesano, 7 padres no clero religioso e 18 religiosas; o Seminário São João XXIII, 4 comunidades de vida e a Casa de Acolhimento para dependentes químicos São Francisco de Assis.